Vamos falar sobre suicídio | 13 Reasons Why

Os-13-Porquês

Vamos falar sobre suicídio | 13 Reasons Why

A Netflix lançou na última sexta-feira (31) a primeira temporada de 13 Reasons Why (Os 13 Porquês), série baseada em um livro escrito por Jay Asher, e produzida por Selena Gomez.

sZb21d6EWKAEKZ9GrLQeMwX4cWN

O drama traz 13 episódios de alta carga emocional, e começa com Clay Jensen, um aluno normal do colegial, recebendo treze fitas gravadas por Hannah Baker antes de cometer suicídio. Para Clay os áudios são extremamente perturbadores, e a cada fita um motivo é revelado, e uma pessoa é apontada por ter criado um evento que influenciou na decisão final de Hannah se matar.

Download-Os-13-porques-Jay-Asher-em-ePUB-mobi-e-pdf-e1468256142564-750x300_c

Sinopse: “Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto então ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás.
Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar e que Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.” (Editora Ática)

banner_20170403230419

Só quem conhece o fundo do poço sabe o quão difícil é sair de lá e o quão fácil é voltar para um caminho muito visitado. Se você sofre de depressão esse seriado possa lhe dar ideias erradas e até te deixar pior, ou possa te encorajar a pedir ajuda, o que eu sinceramente espero que seja a segunda opção.

Não acredito que todos vão pedir ajuda, uma pessoa que quer morrer não enxerga opções, não sabe onde procurar ou como procurar ajuda, e não falo isso sem saber, eu sei como é. Isso é notável no seriado e no livro, Hannah grita dentro dela, mas os sinais que dá são pouco notáveis para as vidas corridas ao seu redor, nem o amor de sua vida percebe, tampouco os pais que tanto a amam.

Para quem já viu e não entendeu o seriado não se trata de chamar atenção, ou de uma menina tentando encontrar motivos para se matar, trata-se de uma sucessão de eventos arrasadores, mostra o quão cruel podemos ser uns com os outros e como humanos reagem de modo diferente aos problemas da vida. Alguns reagem, outros sobrevivem, outros morrem.

O seriado em si foi muito bem feito e bem dirigido, os atores deram um show de interpretação tratando-se de um assunto tão forte e tão deprimente. Apesar de mais sério e com uma área mais pesada o seriado é consideravelmente lento, e acho que propositalmente, e conta as histórias entre o presente e flash’s do passado. No começo é confuso, mas prometo que tudo se encaixa e fica impossível não acompanhar os motivos de Hannah e não se solidarizar por ela.

Se decidir assistir, assista com calma, com compaixão, e principalmente se você sentir que é parecido com alguns dos personagens peça ajuda, tanto aqueles que promovem o mal, quanto aquela que tanto perdeu o sentido da vida, e principalmente se você for jovem, uma época absurdamente difícil da vida de qualquer pessoa.

No site da CVV (Centro de Valorização da Vida) você pode encontrar ajuda, junte forças para gritar um pouquinho mais alto, a vida vale a pena. E se você conhece alguém que se sinta dessa maneira não a julgue, ajude!

Site CVV: www.cvv.org.br

Imagens: Google. 

Por: Thati Lovato

Deixe o seu comentário!

Comentários (0)